quinta-feira, 27 de novembro de 2014

“Ladra gata” é presa pela Polícia Civil

A “ladra gata” foi presa nesta quarta feira em São João do Ivaí, que fica a cerca de 300 quilômetros da capital paranaense. A polícia tem registros de crimes praticados por Fabiana desde 2007.
No ano passado ela furtou um carro de uma concessionária, quando fazia o test drive do veículo.
Em um episódio mais recente, há duas semanas, a mulher roubou um óculos de um ótica, avaliado em quase 800 reais.
O delegado do 8º Distrito, Renato Figueroa, conta que Fabiana tentava se esconder no interior do Paraná, depois que foi expedido contra ela um mandado de prisão por outros dois crimes.
O delegado explica como a “ladra gata” agia. Renato Figueroa reforça a tese de que muitas vezes as aparências enganam.
A ladra bonitona, que foi transferida da delegacia de Apucarana para Curitiba, vai prestar depoimento nesta quinta-feira. Em seguida , Fabiana Sporh será encaminhada ao Centro de Triagem.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

GOVERNO MUNICIPAL DE ASSAÍ ENVIA À CÂMARA MUNICIPAL PROJETOS IMPORTANTES

Confira:
PLANO MUNICIPAL DECENAL DE ANTENDIMENTO SÓCIO-EDUCATIVO DE ASSAÍ
-É um plano que envolve a colaboração de diversas secretarias do municipio, que visa o atendimento de adolescentes e suas respectivas familias, em medidas sócio-educativas, com Projetos a serem implementados na modalidade sócio-educativa.
Contará também com sistema de informações para avaliações e revisões periódicas do serviço de atendimento.  
Uma macro avaliação  que englobe uma conceituação da aplicabilidade do plano com a realidade.
PROJETO PRORROGA POR SEIS MESES O PROGRAMA FRENTE DE TRABALHO
-Visa a prorrogação por um período de 6 meses do Programa Frente de Trabalho, afim de combater problemas econômicos graves como o desemprego. Situação esta como o municipio de Assaí atravessa no momento.
Trata-se de um mecanismo assistencial e humanitário que não deve ser confundido como instrumento para suprir eventuais déficits dos servidores públicos em determinados setores, muito menos como não burla a imposição de realização de Concurso Público para contratação de Agentes Públicos.
Não existe vínculo empregatício. Não havendo também a necessidade de realização de exame seletivo, uma vez que o município atua como garantidor da estabilidade social e não como empregador.
CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES DAS ESCOLAS E DAS CRECHES DO MUNICÍPIO DE ASSAÍ PARA PRESTAÇÃO DE PRIMEIROS SOCORROS
-Tem por Objetivo estabelecer que em cada unidade educacional do municipio, seja ela Creche ou Escola, exista, pelo menos, dois servidores capacitados para prestar os primeiros socorros em uma eventual emergência de saúde.
É de conhecimento público que o socorro rápido e de forma qualificada pode salvar vidas e mesmo evitar sequelas graves há uma pessoa que tem problema de saúde.
É muito importante que em um ambiente escolar possa existir pessoas capacitadas para prestar os primeiros socorros aos alunos e servidores, que por ventura se encontrarem em uma situação de risco à saúde, resguardando assim a vida da Comunidade Escolar.
Autoria:
Vereador Flávio José de Amorim - Vereador Kleiton Clyver Cruz e Vereador Silvio Carlos Guadaguini  

Vereadora mostra calcinha em tribuna de Aracaju em protesto contra colega


A vereadora Lucimara Passos (PCdoB) usou a tribuna da Câmara de Aracaju, nessa terça-feira (25), para fazer um discurso inusitado de crítica ao colega Agamenon Sobral (PP), durante o qual o chamou de "criminoso" e o desafiou a lhe dar "uma surra".
Durante o discurso, a vereadora tirou uma calcinha do bolso, mostrou aos colegas e disse que estava sem a peça íntima em protesto contra o vereador Agamenon - que na semana passada teria chamado de vagabunda uma mulher que quis se casar sem calcinha e teria dito que ela merecia "uma surra".
"Hoje vim com um vestido mais curto. Também trouxe a minha calcinha no bolso. Alguém pode me chamar de vagabunda? Alguém pode dizer que tenho de ser surrada?", questionou, para silêncio da casa.
E questionou os parlamentares: "Os senhores não podem me julgar, nem julgar uma mulher pela roupa que ela veste, em função da calcinha que usa ou se não usa. Isso não define o meu caráter. Será que vão me dar uma surra quando eu descer daqui?".
A vereadora pediu punição ao colega que fez o pronunciamento. "Esse vereador já cometeu aqui vários crimes. Antes de chamar a mulher de vagabunda, dizer que merecia uma surra, disse que ia começar a andar armado, que a população tinha de se armar, que tinha de pendurar bandido de cabeça para baixo. E essa Casa não fez nada para puni-lo; tornou-se conivente com esse vereador; não disse a ele que ele não pode proceder dessa maneira", afirmou.
O discurso da vereadora fez alusão ao dia 25 de novembro, quando é celebrado o Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher.
"Infelizmente, ainda nos deparamos com certo tipo de comportamento desprezível, abominável, que ainda enxerga a mulher como propriedade do homem. Esse é um dos maiores fatores da violência. Enquanto o homem não se libertar desse sentimento, as mulheres serão vítimas", disse.
Em entrevista a veículos de comunicações de Aracaju, o vereador disse que a vereadora estava querendo "aparecer" e pediu para ser investigado.
"É direito do vereador contestar. Sobre a Comissão de Ética, quero que seja efetivada porque já cansei de provar várias vezes sobre tudo o que trato aqui. Não tenho medo. A vereadora pode vir para tribuna de calcinha ou sem, como quiser, o problema é dela."

Indicação nº 50/2014 - Vereador Henrique Sato

Câmeras de Monitoramento em pontos estratégicos da cidade
O Vereador de Assaí, Henrique Sato, fez indicação na reunião ordinária da Câmara Municipal de Assaí do dia 19/11, para que o Executivo Municipal agilize os meios e fontes que se fizerem necessários, afim de se realizar estudos, quanto a possibilidade de se instalar câmeras de segurança de alta definição em pontos críticos e estratégicos de nossa cidade, levando-se em consideração que o monitoramento por câmeras é a melhor ferramenta para auxiliar a segurança pública, possibilitando a multiplicação das forças policiais, uma vez que diversos pontos da cidade de Assaí estarão sendo monitorados simultaneamente, podendo ser utilizado de forma preventiva, evitando o aumento da criminalidade, como também, como medida corretiva, com a redução dos índices criminais e acompanhamento de ocorrências.

Irregularidades em convênio gera devolução de R$ 317,3 mil a Santa Cecília do Pavão

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) julgou irregulares as contas de convênio entre o Município de Santa Cecília do Pavão (Norte Pioneiro) e o Provopar Ação Social, realizado em 2008, na gestão do prefeito Edimar Aparecido Pereira dos Santos.
A entidade tomadora, sua ex-presidente e o ex-prefeito devem restituir os recursos de forma solidária, no valor de R$ 317.350,00, devidamente corrigidos.
Esse montante foi transferido para o desenvolvimento de ações de assistência médica e social a famílias carentes e manutenção do Centro de Educação Infantil Policena Maria de Mello e do Centro de Atendimento à Criança e ao Adolescente.
Além da devolução, foram aplicadas multas administrativas aos responsáveis pelo convênio, somando R$ 10.155,96, todas elas previstas no artigo 87 da Lei Complementar 113/2005.
O ex-prefeito, Edimar dos Santos, recebeu duas multas, de R$ 1.450,98 cada, pelo não acompanhamento e fiscalização do convênio e por tê-lo celebrado com entidade presidida por servidora municipal.
O Tribunal aplicou à presidente do Provopar à época, Leonice Machado Santos Morales, três multas - duas de R$ 1.450,98 e uma de R$ 2.901,06 -, por não cumprir o objetivo do convênio, não utilizar conta específica e pelo fato de o Provopar, que recebeu os recursos, ser presidido por uma professora municipal.
A gestora da entidade em 2009, Maria Leiza Gavioli, também foi multada, em R$ 1.450,00, pelo atraso superior a um ano na prestação de contas da transferência recebida pelo Provopar.
A desaprovação ocorreu em função da existência de saldo anterior na conta específica do convênio; da movimentação de recursos estranhos ao objeto conveniado nessa conta; da não comprovação das despesas realizadas com os recursos repassados; da falta de restituição ao cofre municipal do saldo final do convênio; e da transferência ter sido realizada para entidade presidida por servidora municipal.
Ao fundamentar seu voto, o relator do processo, conselheiro Fernando Guimarães, afirmou que a restrição mais grave apontada pela Diretoria de Análise de Tranferências (DAT) diz respeito à não demonstração da adequada utilização dos recursos recebidos pelo Provopar.
Segundo ele, não há indicação do tipo do bem ou serviço prestado, da forma e data do pagamento, ou qualquer outro elemento que permita relacionar as despesas à execução do objeto do convênio.
O relator baseou-se na instrução da DAT e no parecer do Ministério Público de Contas (MPC) para votar pela irregularidade das contas.
Na sessão da Primeira Câmara, realizada em 21 de outubro, os conselheiros acompanharam por unanimidade o voto do relator. Os interessados podem entrar com recurso após publicação do acórdão no Diário Eletrônico do TCE-PR.
Autor: Diretoria de Comunicação Social Fonte: TCE/PR

Sessão adiada em São Jerônimo da Serra

Ficou para a segunda-feira que vem o primeiro depoimento do prefeito afastado de São Jerônimo da Serra (Região Metropolitana de Londrina), Adir dos Santos Leite (PSDB), na Comissão Processante (CP) aberta na Câmara de Vereadores.
O adiamento foi decidido depois que a defesa do prefeito contestou a legalidade da posse do segundo suplente no Legislativo, Rui Moreira (PSDB). Ele é membro da CP.
 No entanto, o advogado da Câmara, Emmanuel Casagrande, informou que ontem à tarde foi anexada ao processo uma certidão "mostrando que o vereador não foi diplomado com os demais por decisão da juíza eleitoral à época, que determinou a diplomação dos eleitos e dos primeiros suplentes apenas".
Casagrande disse que Moreira está nomeado regularmente e seguirá na CP.
A Câmara ontem estava lotada de eleitores à espera da sessão.

ASSAÍ - Confraternização marca encerramento das atividades do grupo Viva Vida

A Secretaria Municipal de Assistência Social realizou uma confraternização com o Grupo da Terceira Idade Viva a Vida na tarde desta terça-feira (25) marcando o encerramento das atividades deste ano.
A confraternização contou com um belíssimo almoço na chácara do vereador Cebolinha com muita musica com o Alexandre Acústico e muita diversão.
O Grupo conta atualmente com a participação de 65 integrantes que participam das atividades de musica, dança, artesanato e atendimento psicológico. O retorno das atividades esta marcada para fevereiro de 2015.
"É sempre muito gratificante poder compartilhar de momentos como este, celebrando todos os acontecimentos e atividades realizadas ao longo do ano. Nossa intenção é de incrementar e melhorar a cada dia nossos encontros para o próximo ano. Desejamos um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de realizações e muita saúde para todos”, comenta a Secretária Olga Tanno.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

ASSAÍ - Incentivo Fiscal para Fundo da Infância

Doações ao Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente
Na manhã desta terça-feira (25) a Secretaria de Assistência Social realizou uma palestra sobre  Incentivos Fiscais – Doações ao Fundo dos Direitos da criança e do Adolescente, proferida pelo Coordenador do Programa do voluntariado da classe Contábil no Paraná.
A palestra foi direcionada aos contadores e aos membros do Conselho Municipal da Criança e Adolescente de Assaí orientando sobre os procedimentos legais para as doações, que podem ser realizadas por pessoas físicas e jurídicas à entidades cadastradas no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente.
Os recursos são destinados à implantação de programas e projetos  que atendam diretamente às necessidades das criança e adolescentes, especialmente aqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade pessoal ou social.
Essa forma de direcionamento da contribuição do Imposto de Renda por meio do Fundo da Infância permite atrair recursos financeiros que  de outra forma, não seriam investidos na cidade.
Assim o declarante do  IR contribui com projetos bem sucedidos, acompanha esta aplicação de recurso, além de exercer a cidadania responsável.
Agora os contadores tem a missão de orientar seus clientes, a contribuir com projetos sociais aprovados pelo Conselho utilizando a renúncia fiscal do Imposto de renda.

ASSAÍ - Termina na sexta feira a campanha de vacinação contra Pólio e Sarampo

Termina nesta sexta-feira, 28 de novembro, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo.
A secretaria de Saúde chama atenção dos pais da importância de levarem seus filhos para receber a dose de vacina.
Até o momento apenas 61% das crianças de 6 meses a 5 anos incompletos já receberam a vacina contra a poliomielite e 56% contra o sarampo. A meta de vacinação é de 930 crianças no município.A única forma de prevenção dessas duas doenças é a vacina.
A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave e a única forma de prevenção é por meio da vacina. Na maioria dos casos, a criança não morre quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores.
Já o sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, manchas avermelhadas, coriza e conjuntivite. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, por meio de secreções expelidas ao tossir, falar ou respirar.
“Contamos com a colaboração dos pais em levarem seus filhos para receber a vacina  e mantermos a erradicação da poliomielite e garantir a eliminação do sarampo no Brasil. Sexta- feira (28) é o prazo final”, comenta o Secretário Claudio Prudêncio.

Assaí - Escola Maria Mitiko Lança livro de poesias‏

Na tarde desta segunda-feira (24) a Escola Municipal Professora Maria Mitiko Tsuboi realizou o lançamento do primeiro livro da escola “Meu Primeiro Livro de Poesias”.
O livro reúne poesias dos alunos do 5º ano A e o trabalho foi coordenado pela professora Doralice Ferreira de Souza, e retratam o “lugar onde moro”, segundo as visões de cada estudante.
“Nossos alunos se empenharam em escrever suas poesias para participar das Olimpíadas da Língua Portuguesa, e o resultado foi maravilhoso. Decidimos então reunir todas e lançar o primeiro livro de poesias da escola”, comenta a professora Doralice.
Alguns pais de alunos acompanharam o lançamento do livro e a tarde de autógrafos dos pequenos autores.
“Uma tarde fantástica para a educação de Assaí, que com certeza ficará registrado na memória de cada criança. Como bonito ver o trabalho e a dedicação do professor com nossos alunos, agradeço aos profissionais da educação, em especial a professora Doralice, aos pais que sempre estão presentes na vida educacional de seus filhos e principalmente aos nossos escritores talentosíssimos”, comenta a secretária de Educação Zenídia Apª Correia.